NATALY

   NATALY "[...] Gosto de amar
sem amarras
De pulsar o pulso
numa dança única
De respirar inspirando
e expirando em ciclos contínuos
e síncronos
Gosto de sentir a água
do chuveiro
da chuva
da cachoeira
do mar
Gosto de estar nua
de ressentimentos
porque só existe o momento"

.